Bênçãos do Cabalat Shabat

Oração das Velas

Baruch atá Ad’onai Elohênu melech haolám, asher kideshánu bemitsvotav vetsivánu lehadlik ner shel shabat codesh.Bendito sejas tu, ó Eterno nosso D-us, Rei do Universo, que nos santificaste com teus mandamentos e nos ordenastes acender a vela do Shabat sagrado.

Shalom Aleichem (Oração dos Anjos)

Shalom Aleichem: Shalom Aleichem mal-achei hasharet mal-achei elyon, mimelech malchei hamelachim hacadosh baruch hú.
A paz esteja convosco, anjos da paz, Anjos do Altíssimo, enviados por parte do Rei dos Reis, O Santo, bendito seja Ele.

Boachem leshalom: Boachem leshalom mal-achei hashalom mal-achei elyon, mimelech malchei hamelachim hacadosh baruch hú.
A vossa vinda seja em paz, anjos da paz, Anjos do Altíssimo, enviados por parte do Rei dos Reis, O Santo, bendito seja Ele.

Barchuni leshalom: Barchuni leshalom mal-achei hashalom mal-achei elyon, mimelech malchei hamlachim hacadosh baruch hú.
Abençoai-me com paz, anjos da paz, Anjos do Altíssimo, enviados por parte do Rei dos Reis, O Santo,bendito seja Ele.

Tsetchem leshalom: Tsetchem leshalom mal-achei hashalom mal-achei elyon, mimelech malchei hamlachim hacadosh baruch hú.
A vossa saída seja em paz, anjos da paz, Anjos do Altíssimo, enviados por parte do Rei dos Reis, O Santo, bendito seja Ele.

Ki mal’achav ietsavê lach, lishmorchá bechol derachêcha. Adonai yishmor tsetchá uvoêha meatá vead olam.
Porque os Seus anjos Ele dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus cami-nhos. O Eterno guardará a tua saída e a tua entrada, desde agora e para sempre.

O Louvor da Mulher Virtuosa (Pv 31:10-31)

Éshet cháyil mi yimtsá, verachoc mipeninim michrá. Bátach ba lev bala veshalal ló iechsar. Guemalatehú tov velo ra col ieme chaiêha. Darsha tsémer ufishtim vatáas bechéfets capêha. Haita caoniót socher, mimerchac tavi lachmá. Vatacom beod laila, vatiten téref levetá vechóc lenaarotêha. Zamemá sadê vaticachêhu, miperí chapêha nát'a cárem. Chagra veoz motnêha, vateamêts zerootêha. Taama ki tov sachrá, Io yichbê valaila nera. Iadêha shilecha vakishor, vechapêha tamchu fálech. Capa parsa leani, veiadêha shilecha laevion. Lo tira levetá misháleg, ki chol betá lavush shanim. Marvadim astá Ia, shesh veargamán levusha. Noda bashearim bala beshivto im zicnê árets. Sadin astá vatimcor, vachagor natna lakenaani. Oz vehadar levusha, vatischac leiom acharon. Piha patcha vechochma, vetorat chéssed al leshona. Tsofiiá halichot beta, veléchem atslut Io tochel. Camu vanéhii vaieasherúha, bála vaiehalelá. Rabot banot ássu cháyil, veat alil al culána. Shéker hachen vehével haiôfi, ishá yir'at Adonai hi tit'halal. Tenú Ia miperí iadêha, vihalelúha vashearim maassêha.

A mulher virtuosa, quem a pode achar? Porque o seu valor muito excede ao das pérolas. O coração de seu marido confia nela e não lhe haverá falta de lucro. Ela lhe faz o bem e não o mal, em todos os dias da sua vida. Ela busca lã e linho, e de bom grado trabalha com as suas mãos. É como os navios mercantes, de longe ela traz o seu pão. Também se levanta, quando ainda está escuro, e dá mantimento à sua casa, e às suas escravas a tarefa. Considera um campo, e compra-o; com o fruto das suas mãos planta uma vinha. Cinge os seus lombos de fortaleza e fortalece os seus braços. Percebe que a sua negociação é proveitosa; a sua lâmpada não se apaga de noite. Estende as suas mãos no tear e as suas palmas para o ins¬trumento do tecelão. Abre a sua palma da mão para o pobre, estende ao necessitado as suas mãos. Não tem medo da neve pela sua família, pois todos os da sua casa estão vestidos de lã escarlate. Faz para si cobertas, a sua vestimenta é de linho finíssimo e de púrpura. E conhecido o seu marido nas portas da cidade (por causa das suas belas vestimentas), quando se assenta entre os an¬ciãos da terra. Faz túnicas de linho e vende-as; e entrega cintas ao negociante. A força e a dignidade são os seus vestidos e ale¬gra-se da honra que lhe farão no seu final. Abre a sua boca com sabedoria e a lei da benevolência está na sua língua. Olha o bom andamento da sua casa e não come o pão da preguiça. Seus filhos levantam-se e chaman-na bem-aventurada; também seu marido a louva, dizendo: muitas mulheres têm procedido virtuosamente, mas tu a todas sobrepujas. A graça é enganadora e a formosura é vã, mas a mulher que teme o Eterno, essa será louvada. Dai-lhe do fruto das suas mãos e nas portas da cidade louvem-na pelas suas obras.

Bênção dos Filhos

Hamal'ach hagoel oti micol ra ievarech et hanearim, veyicare vahem shemi veshem avotai Avraham veyitschac, veyidgu larov bekérev haárets.
O anjo que me salvou de todo mal abençoe aos jovens, e seja chamado neles meu nome, e o nome de meus pais Abraão e Isaac, e multipliquem como os peixes, muito, no meio da terra.

Aos Filhos:
YESIMCHÁ ELOHIM, KE’EFRAYIM VE’CHIMNASHÉ
Que D-us te faça igualar a Efraim e Menashé.

Às Filhas:
YASHIAMECH ELOHIM KE’SARA, RIVKA, RACHEL, VE’LEA.
Que D-us te faça igualar a Sara, Rebeca, Raquel e Lia.

Kidush para a Noite de Shabat

Enche-se uma taça de vinho, suspende-se-a um pouco e recita-se:

Iom hashishi: vaichulu hashamayim vehaaréts vechol tsevaam. Vaichal Elohim baiom ha-shevií melachto asher assa, vayishbot baiom hashevií micol melachto asher assa. Vaivárech Elohim et iom hashevií vaicadesh otó, ki vo shavát micol melachto, asher bará Elohim laassot.
Dia sexto: E acabaram de criar-se os céus e a terra, e todo seu exército. E ter-minou D-us, no dia sétimo, a obra que fez, e cessou no dia sétimo toda a obra que fez. E abençoou D-us ao dia sétimo, e santificou-o. porque nele cessou toda sua obra, que criou D-us para fazer.

Bênção do Vinho

Baruch ata Adonai Elohênu mélech haolam, borê peri hagáfen.
Bendito sejas Tu, Eterno, nosso D-us, Rei do Universo, que criaste o fruto da videira.

Baruch ata Adonai Elohênu mélech haolam, asher kideshánu bemitsvotáv verátsa vánu, veshabat codshó beahavá uveratson hinchilánu, zicarón lemaasê vereshit, techilá lemicraê códesh, zé-cher litsiat Mitsrayim, ki vánu vachárta veotánu kidáshta micol haamim, veshabat codshechá beahavá uveratson hinchaltánu. Baruch ata Adonai, mecadesh hashabat.
Bendito sejas Tu, Eterno, nosso D-us, Rei do Universo, que nos santificaste com Teus mandamentos e nos quiseste, concedendo-nos com amor e agrado o Teu santo dia de Shabat, em recordação à obra da Criação, pois que é a primeira das datas santas, em memória da partida do Egito. Porque Tu nos escolheste e nos santificaste dentre todos os povos, e o Teu sagra¬do Shabat, com amor e agrado, nos deste de herança. Bendito sejas Tu, Eterno que santificas o Shabat.

Bênção do Pão

Baruch ata Adonai Elohênu mélech haolam, hamotsi léchem min haarets.
Bendito sejas Tu, Eterno nosso D-us, Rei do Universo, que da terra fazes crescer o pão.

O Shema

SHEMA YISRAEL, ADONAI ELOHENU,ADONAI ECHAD. Em voz baixa: Baruch shem kevod malchuto leolam vaed. Veahavtá et Adonai Elohêcha, bechol levavechá uvechól nafshechá uvechól meodêcha. Vehaiu hadevarím haêle, asher anochi metsavechá haiom al levavechá. Veshinantám leva-nêcha vedibartá bam, beshivtechá bevetêcha, uvelechtechá vadérech uveshochbechá uve-cumêcha. Ukeshartam leót al iadêcha vehaiú letotafot bên enêcha. Uchetavtám al mezuzót betêcha uvish'arêcha. Vehaiá im shamôa tishmeú el mitsvotái, asher anochí metsave etchém haiom, leahavá et Adonai Elohechém uleovdó bechol levavchém uvechól nafshechem. Venatatí metar artse-chém be'ito, ioré umalcosh, veassaftá deganêcha vetiroshechá veyits'harêcha. Venatatí és-sev bessadechá livhemtêcha veachaltá vessaváta. Hishamerú lachem pen yiftê levavchém vessartêm vaavadetém Elohím acherim vehishtachavitêm lahém. Vechará al Adonai bachém veatsár et hashamayim velo yihiê matar, vehaadamá ló titen et ievula vaavadetém meherá meai haárets hatová asher Adonai notên lachem. Vessamtém et devarai ele al levavchem veal nafshechêm, ukeshartêm otám leót ai iedechém, vehaiú letotafót ben enechém. Velimadetêm otam et benechém ledaber bam beshivtechá bevetêcha, uvelechtechá vaderech uveshochbechá uvecumêcha. Uchetavtám al mezuzot betêcha uvish'arêcha. Le-maan yirbú iemechém vime venechém al haadamá asher nishbá Adonai laavotechêm, latêt lahém kimê hashamayim al haárets.
Ouve Israel, o Senhor nosso D-us é o único Senhor Bendito seja o nome daquele cujo Glorioso Reino é eterno. E amarás o Eterno, teu D-us, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu poder. E estarão, permanentemente, no teu coração, estas palavras que hoje te recomendo. E as ensinarás diligentemente a teus filhos e falarás a respeito das mesmas quando estiveres sentado em tua casa e quando estiveres andando pelo teu caminho; quando te deitares e quando te levantares. E as atarás como sinal na tua mão, e serão por frontais entre os teus olhos. E as escreverás nos umbrais da tua casa e nas tuas portas. E acontecerá, se diligentemente ouvirdes os meus mandamentos que vos ordeno hoje - para amar o Eterno, vosso D-us, e serví-lo de todo o vosso coração e de toda a vossa alma - darei a chuva da vossa terra na estação própria, a têmpora e a serôdia; e recolhereis vosso grão, e vosso mosto e vosso azeite. E darei erva nos vossos campos para o vosso gado, e comereis e vos far-tareis. Guardai-vos, porém, de que vosso coração não vos engane, e vos desvieis, e sirvais ou-tros deuses, e os adoreis. Então se acenderá o furor do Eterno contra vós, e fechará os céus para que não haja chuva, e a terra não dará mais o seu produto, e perecereis rapidamente, fora da boa terra que o Eterno vos dá. E poreis estas minhas palavras nos vossos corações e nas vossas almas e as atareis como sinal nas vossas mãos, e serão entre vossos olhos como frontais. E as ensinareis a vossos filhos, falando nelas quando vos sentardes na vossa casa, quando andares pelo vosso caminho, quando vos deitardes e quando vos levantardes. E as escrevereis nas om-breiras da vossa casa e nas vossas portas. Para que se multipliquem os vossos dias e os dias de vossos filhos sobre a terra que o Eterno jurou a vossos pais que a daria a eles - como os dias dos céus sobre a terra.